OPERAÇÃO ATERRO PRESENTE CAPTURA FORAGIDO DA JUSTIÇA

 

 

IMG-20180116-WA0030

 

Quando em patrulhamento, na manhã de hoje, 16, nas proximidades do Shopping Bossa Nova Mall, os atentos agentes da Operação Aterro Presente tiveram a atenção voltada para um indivíduo que dormia no interior do Parque do Flamengo. De imediato, a guarnição de motopatrulha formada pelo subtenente Martins e soldado Ângelo procedeu ao local para abordagem cidadã.

No entanto, Luiz M. S. de A., 46, demonstrou desproporcional inquietude com a presença dos policiais. Diante da brusca atitude, e após minuciosa revista pessoal, os agentes solicitaram documento de identidade onde em consulta no Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (SINESP) verificou que o abordado possuía mandado de prisão aberto em seu desfavor pelo crime de roubo.

Diante do flagrante, o foragido foi conduzido à 9ª DP (Catete) para apreciação do fato por autoridade policial judiciária onde permaneceu preso à disposição da justiça para cumprimento de sentença judicial. Na delegacia constatou que o foragido possui anotações criminais por roubo, furto e tráfico de drogas.

 

A Operação Aterro Presente, situada na Cidade das Crianças, é coordenada pelo major PM Amandy Peres e pelos subcoordenadores capitães PM Thomas Costa e André Curvello. Com mais esta prisão, a Operação Aterro Presente chega ao total de 188 mandados de prisão cumpridos.

 

Disque Aterro: (21) 99168-3915

 

Conheça a Operação Segurança Presente

 

No dia 1º de dezembro de 2015, foi iniciada no Méier, na Lagoa Rodrigo de Freitas e no Aterro do Flamengo a Operação Segurança Presente, uma iniciativa de interesse público – fruto de uma parceria entre o Governo do Estado e o Sistema Fecomércio RJ. No dia quatro de julho deste ano, a operação chegou ao Centro.  As Operações Segurança Presente foram inspiradas na bem sucedida Lapa Presente, iniciada em 1º de janeiro de 2014.

A operação, de caráter permanente, conta com a participação de policiais militares da ativa e da reserva e agentes civis egressos das Forças Armadas. Vários órgãos atuam coordenados na ação: Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Polícia Militar, Polícia Civil, Comando Militar do Leste, Guarda Municipal, secretarias municipais de Ordem Pública, de Desenvolvimento Social, de Conservação, de Transportes e Comlurb.

Para fortalecer a credibilidade das ações, além das abordagens serem filmadas, as equipes também são monitoradas por GPS.

Anúncios

NITERÓI MAIS SEGURA DETÉM DUPLA DE TRAFICANTES DE DROGAS

IMG-20180116-WA0060

 

Durante patrulhamento de rotina, na tarde de hoje, 16, na Avenida Lopes Trovão esquina com Avenida Roberto da Silveira, policiais militares da Operação Niterói Mais Segura avistaram uma motocicleta com dois ocupantes que demonstraram desproporcional desconforto com a presença policial. De imediato, a guarnição formada pelo sargento Lopes, cabo Tomé e soldados Osvaldo e Maia realizou um cerco onde abordaram Juan Carlos da Silva Luna e Pedro Henrique Chaves.

De acordo com os agentes, a dupla estava com uma mochila contendo quatrocentos e cinqüenta e sete gramas de maconha embalada em quatro pacotes, além de uma balança de precisão e mais dois telefones celulares.

IMG-20180116-WA0061

Diante do flagrante, os detidos foram conduzidos à 77ª DP (Icaraí) para apreciação do fato por autoridade policial judiciária, juntamente do material apreendido e a motocicleta. Na delegacia os mesmos foram autuados no crime de tráfico de drogas permanecendo presos à disposição da justiça.

A Operação Niterói Mais Segura, sediada no interior do campo São Bento, é coordenada pelo capitão PM Davi Costa e pelo subcoordenador tenente PM Avelar.

Dono de hostel é preso por furto de energia elétrica em Copacabana

De acordo com a Polícia Civil, os peritos constataram a adulteração nos medidores de energia elétrica e de água

Dono de Hostel é preso por furto de energia elétrica em Copacabana
Dono de Hostel é preso por furto de energia elétrica em Copacabana – Divulgação

 

Policiais da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) prenderam em flagrante, nesta terça-feira, o sócio proprietário do “Social Copacabana Hostel”. Segundo a Polícia Civil, Felipe Freitas Sampaio, de 30 anos, foi detido pelo crime de furto qualificado mediante fraude, já que peritos constataram a adulteração nos medidores de energia elétrica e de água.

Ainda de acordo com a polícia, Felipe Freitas está à frente do negócio há pouco mais de um ano, e o “Social Copacabana Hostel” é uma das hospedagens mais procuradas por jovens dos Estados Unidos e de Israel. Procurada pelo O DIA através de contato telefônico, a pessoa que atendeu a reportagem informou não saber sobre o ocorrido.

O delegado Pablo Sartori informou que as fiscalizações serão intensificadas com a chegada do verão e o aumento de turistas na cidade.

 

Fonte: O Dia

Pezão sanciona lei que exige curso superior em Direito a candidato a oficial da PM

Formação de oficiais
Formação de oficiais Foto: Márcia Foletto

Os candidatos interessados em participar de Cursos para a Formação de Oficiais da Polícia Militar (PM) terão de ter o título de bacharel em Direito. A cobrança foi sancionada nesta terça-feira, pelo governador Luiz Fernando Pezão, em publicação no Diário Oficial do Estado.

A medida altera o Estatuto dos Policiais Militares do Estado do Rio. Antes, qualquer diploma de nível superior era aceito para os candidatos aos cargos de oficiais da PM. Diante da necessidade de regulamentação foi enviado projeto de lei à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), que aprovou a necessidade do diploma.

A alteração era um desejo antigo da categoria. O último concurso para a Formação de Oficiais da Polícia Militar apresentou essa cobrança, mas foi questionado na Justiça. O Estado conseguiu validar a necessidade de ensino superior em Direito. A alteração da lei é uma forma de dar uma maior garantia jurídica a regra.

 

Fonte: Extra

Adolescente é apreendido suspeito de matar avó e enterrar corpo no quintal de casa

Dois adolescentes foram apreendidos nesta terça-feira no Morro do Menino de Deus, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, suspeitos do assassinato de Maria de Fátima Teixeira de Trindade, de 63 anos, desaparecida desde a semana passada. O corpo da mulher foi encontrado enterrado no quintal da casa onde ela vivia com o neto, de 17 anos, e a namorada dele, de 14 anos. O desaparecimento estava sendo investigado pela Polícia Civil, após parentes registrarem ocorrência na 72ª DP (São Gonçalo).

De acordo com a Delegacia de Homicídios da Capital, responsável por encontrar o corpo da vítima, Maria de Fátima foi morta pelo neto após uma discussão entre os dois por dinheiro. Em depoimento, o adolescente contou que a avó fazia uso de remédios controlados e consumia bebidas alcoólicas. Segundo o rapaz, Maria de Fátima teria ido morar com o casal por problemas financeiros e pedia dinheiro a ele com frequência, o que se tornou motivo de constantes brigas entre os dois. Na última discussão, o adolescente teve uma luta corporal e deu um “mata-leão” na avó, que caiu desacordada. Ainda em depoimento, ele afirmou que não tinha intenção de matá-la.

A namorada do adolescente não estava na residência no momento do crime. Ela ajudou o neto de Maria de Fátima a esconder o corpo. Segundo a Polícia Civil, a jovem percebeu a agitação do namorado e o questionou sobre o que havia acontecido. Diante da confissão dela, ambos enterraram o corpo.

Após o crime, o adolescente ainda chamou um pedreiro para acimentar o local onde o corpo foi enterrado, com a desculpa de que construiria uma casa para o cachorro. Maria de Fátima havia saído de casa sem dizer para onde iria. Preocupada, a filha dela, mãe do adolescente, registrou a ocorrência. Dias depois, a namorada do jovem confessou o crime à sogra e que estava arrependida. A família procurou a delegacia e apresentou os adolescentes.

Nesta terça-feira, equipes da DH foram até a residência do casal e encontraram o corpo no local indicado pelo adolescente. Os dois aguardam decisão judicial sobre a internação.

 

Fonte: Extra

PM morre em tentativa de assalto em São Gonçalo

Um policial militar lotado no Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer) morreu em uma tentativa de assalto na Rua Clementina Vieira, altura da Praça do Galo Branco, em São Gonçalo, Região Metropolitana, na tarde desta terça-feira.

Ver imagem no Twitter

De acordo com informações do 5º BPM (Praça da Harmonia), Marcos Vinícius Azeredo reagiu ao assalto e foi atingido por tiros. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Alberto Torres, em São Gonçalo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar. No perfil oficial do Twitter, a corporação lamenta a morte do soldado.

Na manhã dessa terça-feira, um militar foi baleado durante um roubo de carga no Parque São Leopoldo, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Policiais do 39° BPM (Belford Roxo) foram acionados para um roubo de carga no local quando foram surpreendidos por criminosos. Houve troca de tiros. A carga foi recuperada, mas os criminosos conseguiram fugir.

O policial baleado foi levado para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, em Duque de Caxias.

Na Zona Norte, outro PM lotado no Batalhão de Choque (BPChq) foi baleado no Morro do Turano, no Rio Comprido, na Zona Norte do Rio. O militar foi atingido de raspão e socorrido para o Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio. Ainda não informações sobre o seu estado de saúde.

 

Fonte: Extra

Homem é preso após tentar extorquir ex para não divulgar fotos e vídeos íntimos

Lucas foi preso após tentar extorquir ex
Lucas foi preso após tentar extorquir ex Foto: Divulgação

Um homem foi preso acusado de agredir e exigir dinheiro da ex-namorada para que não divulgasse fotos e vídeos íntimos da vítima com ele. Lucas M. foi preso em flagrante por policiais da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, nesta segunda-feira. Ele estava no trabalho no momento da prisão e não ofereceu resistência.

De acordo com a Polícia Civil, ele exigiu R$ 2 mil da ex-namorada para não divulgar as imagens. A extorsão começou em 14 de janeiro. No último domingo, Lucas e a vítima se encontraram em uma praça e, após uma discussão, ele agrediu a jovem. Segundo a delegada responsável pelo caso, Daniela Rabelo, Lucas e a vítima se conheceram por meio de um aplicativo de relacionamentos, em dezembro deste ano.

Após a chantagem e a agressão, a vítima procurou a delegacia e registrou ocorrência. Ainda de acordo com a delegada, em depoimento, Lucas confessou o crime.

— Ele confessou e não mostrou arrependimento. Ele disse que queria conseguir dinheiro dela — disse.

Lucas responderá pelos crimes de extorsão e lesão corporal.

 

Fonte: Extra