Centro Presente prende suspeito de roubo em flagrante e recupera R$49 mil após ‘saidinha de banco’


Agentes do Centro Presente prenderam suspeito de roubo e recuperaram R$ 49 mil — Foto: Divulgação

Agentes do Centro Presente prenderam suspeito de roubo e recuperaram R$ 49 mil — Foto: Divulgação

 

Policiais da Operação Centro Presente prenderam no início da tarde desta sexta-feira (30), em flagrante, Waltencir Gonçalves Júnior. Segundo agentes, ele assaltou um homem que desembarcava da estação do VLT na Avenida Rio Branco, no Centro. A vítima tinha sacado R$ 49 mil num banco próximo a Cinelândia quando foi abordada, após desembarcar na Estação São Bento do VLT.

O criminoso, que estava armado, correu após o assalto e foi perseguido por agentes que patrulhavam a região. Ele foi alcançado na Candelária. O dinheiro foi devolvido ao dono e o preso foi conduzido para a 5ªDP. Com ele foi apreendido um revólver calibre 38. Na delegacia foi constatado que Waltencir possui cinco anotações criminais.

Fonte: G1

Primeira Turma do STF nega habeas corpus para DJ Rennan da Penha

Relatora, a ministra Rosa Weber negou o pedido. Alexandre de Moraes, Luiz Fux e Luís Roberto Barroso acompanharam o voto. Marco Aurélio Mello foi o único a divergir e votou a favor do pedido da defesa

 

Rennan da Penha

Rennan da Penha – Divulgação
A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal negou, por quatro votos a um, um pedido de habeas corpus para o DJ Rennan da Penha nesta quinta-feira. Preso desde abril, Renan dos Santos, 26, está na penitenciária Bandeira Stampa, conhecida como Bangu 9, no Complexo de Gericinó.
O pedido começou a ser analisado no plenário virtual na última sexta-feira e foi encerrado hoje. Os ministros analisaram um recurso da defesa contra a decisão monocrática da ministra Rosa Weber, que negou o pedido de habeas corpus em abril. Na ocasião, a ministra justificou que a prisão não violava os princípios constitucionais, já que Rennan foi condenado em segunda instância.
A defesa de Rennan da Penha explica que este recurso no STF foi uma tentativa de reverter a decisão de prisão após condenação em segunda instância. O advogado Allan Caetano Ramos diz que ainda há dois recursos pendentes a serem encaminhados a Brasília: um ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e outro ao Supremo Tribunal Federal (STF). Os dois tratam do mérito da condenação em si e da pena aplicada. Os dois recursos precisam do aval do Tribunal de Justiça do Rio para serem encaminhados a Brasília.
Os advogados também cobram que seja expedida a Carta de Execução de Sentença, para que Rennan possa recorrer a direitos como progressão de regime, livramento condicional e diminuição da pena por estudo e trabalho.

“Além de estar sofrendo uma condenação injusta com uma pena muito alta e uma prisão antecipada para cumprir pena, ele ainda sequer pode se valer dos benefícios e dos direitos que ele teria como preso definitivo cumprindo pena”, critica Allan Caetano Ramos.

No julgamento que se encerra nesta quinta-feira, a ministra Rosa Weber, relatora do caso, manteve sua decisão e negou o pedido. Os ministros Alexandre de Moraes, Luiz Fux e Luís Roberto Barroso acompanharam a relatora e negaram o recurso.
O ministro Marco Aurélio Mello foi o único da Primeira Turma a divergir e votou a favor do pedido da defesa.
Confira como votaram os ministros da Primeira Turma do STF:
Ministra Rosa Weber (relatora) – Negou o recurso
Ministro Alexandre de Moraes – Acompanhou a relatora e negou o recurso
Ministro Marco Aurélio Mello – Divergiu da relatora e votou a favor do recurso
Ministro Luiz Fux – Acompanhou a relatora e negou o recurso
Ministro Luís Roberto Barroso – Acompanhou a relatora e negou o recurso
Rennan da Penha foi condenado pela 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio a seis anos e oito meses de prisão apontado como ‘olheiro’ e acusado de organizar o Baile da Gaiola, que acontecia no Complexo da Penha, para beneficiar a atividade criminosa.

O funkeiro já havia sido preso neste processo em 2016 e, em seguida, absolvido na primeira instância por falta de provas. O Ministério Público entrou com recurso e a sentença foi revertida no Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) no dia 20 de março.

Fonte: O Dia

Homem é preso na Tijuca por policiais que faziam escolta de deputado estadual

Homem foi preso por policiais da equipe de segurança do deputado Alexandre Knoploch (PSL)
Homem foi preso por policiais da equipe de segurança do deputado Alexandre Knoploch (PSL)

 

Um homem foi preso na noite desta quinta-feira por policiais que estão lotados no gabinete do deputado estadual Alexandre Knoploch. Segundo o parlamentar, ele estava chegando em casa, na Tijuca, acompanhado de sua equipe, quando perceberam que uma academia próxima à sua residencia estava sendo assaltada. Os agentes que faziam a escolta de Knoploch foram para o local e prenderam um jovem suspeito de ter praticado a ação

— Percebemos as pessoas na rua dizendo que tinha um assalto. Meu pessoal saiu, foi atrás e conseguiu neutraliza-lo, mas nenhum tiro foi disparado — contou o deputado ao EXTRA.

Em uma foto compartilhada pelo parlamentar nas redes sociais, os dois policiais lotados em seu gabinete aparecem junto a dois PMs do 6º Batalhão (Tijuca). Um deles segura uma carabina ponto 40, que segundo Knoploch é de sua propriedade e fica acautelada em seu carro:

— Tenho ela para situações de emergência. Para ela não ficar largada no carro, no meio da rua, dei ela na mão do policial. Mas os agentes abordaram o cara com as armas próprias — disse o parlamentar.

 

Fonte: Extra

Bebê é sequestrado dentro de casa na comunidade do Cajueiro, em Madureira

Um bebê de apenas três meses foi sequestrado dentro de casa na madrugada desta sexta-feira, na comunidade do Cajueiro, em Madureira, na Zona Norte do Rio. O caso ocorreu por volta das 4h30 da manhã. De acordo com a tia materna da criança, Clara Imaculada dos Santos, de 36 anos, a família não tem pistas de quem poderia ter levado Ítalo Samuel dos Santos. O caso foi registrado na 29ª DP.

— Minha irmã estava dormindo em casa e acordou com o Ítalo chorando. Ela foi ao banheiro, amamentou e deitou de novo, até que ouviu um barulho. Ela viu um homem de blusa amarela dentro do quintal. Olhou para ver se era um dos filhos, mas todos estavam dormindo. Ela deu falta do neném, gritou e saiu correndo. Chegou a ver o homem correndo pela vila com o bebê e foi atrás, mas acabou perdendo eles de vista — explicou.

Família espalhou cartazes para procurar o bebê
Família espalhou cartazes para procurar o bebê Foto: Arquivo pessoal

 

De acordo com Clara, a irmã, Darlene Imaculada dos Santos, de 34 anos, mora com os cinco filhos na residência invadida. Ela conta que a tranca da porta da casa estava com defeito, e que somente o portão externo estava trancado, informação que também consta no registro de ocorrência. O pai das crianças mora em uma vila próxima e estava em casa dormindo quando tudo ocorreu. Em seguida, ele acompanhou Darlene à delegacia.

— Ele e os outros filhos começaram a procurar pelo Ítalo, mas não viram ninguém. Minha irmã não tem inimigo, não brigou com ninguém, não temos qualquer pista. Um vizinho que saiu mais cedo de casa disse ter encontrado duas mulheres com um bebê perto do shopping, mas não sabemos de mais nada — contou Clara.

Um dos irmãos do bebê fez um post nas redes sociais pedindo ajuda para encontrá-lo
Um dos irmãos do bebê fez um post nas redes sociais pedindo ajuda para encontrá-lo Foto: Reprodução

No registro de ocorrência, consta que Ítalo dormia na cama ao lado da mãe quando foi sequestrado. Ele vestia um body azul marinho, uma calça azul clara e meias cinzas.

Familiares espalharam cartazes pelas ruas da comunidade e tentam conseguir alguma informação sobre o paradeiro da criança via redes sociais. As investigações estão a cargo da 29ª DP (Madureira).

 

Fonte: Extra

PRF apreende 17 quilos de cocaína em tanque de combustível na BR-040

Motorista afirmou que estava vindo de Juiz de Fora e entregaria a droga em uma cidade do interior do estado do Rio de Janeiro

 

Em uma revista minuciosa no carro, policiais encontraram 17 tabletes, dando um total de 17 quilos, que estavam escondidos no tanque de combustível

Em uma revista minuciosa no carro, policiais encontraram 17 tabletes, dando um total de 17 quilos, que estavam escondidos no tanque de combustível – Divulgação
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 17 quilos de cocaína, em uma abordagem na BR-040, em Três Rios, município do Rio de Janeiro. O flagrante aconteceu na manhã de sexta-feira e um homem foi preso, por tráfico de drogas.

Agentes abordavam veículos no km 21 da BR-040, quando suspeitaram de um Fiat Uno e deram ordem de parada. Durante fiscalização, o motorista disse que não portava documentos e era inabilitado.

Em uma revista minuciosa no carro, policiais encontraram 17 tabletes, dando um total de 17 quilos, que estavam escondidos no tanque de combustível.

O motorista afirmou que estava vindo de Juiz de Fora e entregaria a droga em uma cidade do interior do estado do Rio de Janeiro.

A ocorrência foi encaminhada para a 108ª DP (Três Rios).

Fonte: O Dia

MPRJ denuncia 21 milicianos das comunidades da Chacrinha e da Covanca, em Jacarepaguá

Denunciados formaram uma organização criminosa que extorquia moradores, comerciantes e prestadores de serviço a pretexto de oferecer serviços de segurança nas comunidades do entorno da Praça Seca

 

Pitbull foi preso em casa

Pitbull foi preso em casa – Divulgação/Polícia Civil
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), denunciou 21 milicianos que atuam nos morros da Chacrinha e da Covanca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio.
De acordo com as investigações, os denunciados formaram uma organização criminosa que extorquia moradores, comerciantes e prestadores de serviço a pretexto de oferecer serviços de segurança nas comunidades do entorno da Praça Seca.
A denúncia recebida pela 1ª Vara Criminal Regional de Jacarepaguá aponta que a organização criminosa empregou diversos tipos de armas de fogo, inclusive de uso restrito.
“Um traço marcante da organização criminosa é a utilização de violência, de covardia, contra todos aqueles que, de alguma forma, atrapalhem seus interesses, seja pela recusa do pagamento das “taxas”, pela tentativa de fuga dos monopólios comerciais ou pelo acionamento das autoridades de segurança pública”, diz a denúncia, acrescentando que moradores e comerciantes, com alguma frequência, tiveram seus imóveis invadidos, sofreram agressões físicas e tiveram bens roubados.
A partir da denúncia do Gaeco, policiais da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) prenderam, na quarta-feira (28/8), Leonardo Villar Gomez, conhecido como Pitbull. Contra ele, já havia mandado de prisão preventiva pelo crime de organização criminosa e roubo majorado. Considerado de alta periculosidade, Pitbull é uma das lideranças da milícia que atua na comunidade da Covanca, tendo posição de destaque na milícia.
Fonte: O Dia

Celulares e outros objetos ilegais são encontrados em celas de milicianos em Bangu

Detre os materiais encontrados pela revista estão anotações bancárias e movimentações financeiras e números de telefones

 

Revista aconteceu em celas de milicianos

Revista aconteceu em celas de milicianos – Divulgação / Seap
Uma revista da Secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap) encontrou, na noite desta quinta-feira, um vasto material proibido em celas de milicianos presos no Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. Na ocasião, foram apreendidos 28 celulares; quatro chips; dois cartões de memória; 23 relógios; duas TVs; além de cadernos com anotações bancárias e movimentações financeiras e números de telefones.
O material foi encontrado na Penitenciária Bandeira Stampa. A ação contou com policiais civis da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas (Draco).
De acordo com a Seap, de janeiro e julho deste ano, foram encontrados 7.322 celulares dentro das cadeias do estado. No mesmo período do ano passado, foram 5.076 aparelhos.

Material foi encontrado na noite desta quinta – Divulgação / Seap

Fonte: O Dia