Gerente do tráfico do Morro da Providência é preso por policiais da UPP local

Damião dos Santos Carneiro foi preso juntamente com o comparsa Alexandre Martins da Silva na localidade conhecida como Pedra Lisa

 

Traficantes foram encontrados dentro da comunidade

Traficantes foram encontrados dentro da comunidade – Divulgação / Polícia Militar

 

Agentes da UPP Providência prenderam, nesta quarta-feira, o gerente do tráfico de drogas do Morro da Providência, Damião dos Santos Carneiro, de 29 anos. Ele foi preso juntamente com o comparsa Alexandre Martins da Silva, também de 29 anos, dentro da comunidade do Centro do Rio. Os criminosos foram encontrados na localidade conhecida como Pedra Lisa.

De acordo com a Polícia Militar, os agentes da UPP foram até a região cumprir mandados de prisão contra os traficantes. Após serem presos, os dois foram levados à delegacia da Praça da República (4ª DP), onde o caso foi registrado.

 

Fonte: O Dia

Imagens mostram homem sendo roubado por bandidos armados em moto em Bangu

Assalto aconteceu na esquina das ruas Francisco Barreto com a Tintureiros

 

Assalto foi filmado por uma câmera de segurança

Assalto foi filmado por uma câmera de segurança – Reprodução / Internet

 

Um homem foi roubado, por volta das 19h desta quarta-feira, por dois bandidos armados em uma moto, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. O assalto aconteceu na esquina das ruas Francisco Barreto com a Tintureiros. Uma câmera de segurança do quarteirão gravou o crime.

Nas imagens, é possível ver quando o homem anda pela Rua dos Tintureiros, em direção à João de Lacerda. Ao chegar à esquina, ele para para atravessar a via, quando uma Honda XRE branca com os dois bandidos se aproxima vindo da Rua Francisco Barreto e o aborda. O ladrão que está na garupa, de camiseta, aponta a arma para ele, e pega o seu celular, mochila e outros pertences pessoais. O assaltante que dirige está de capacete vermelho e fica no comando da moto.

Na hora em que vão sair do local, os bandidos quase batem em um carro que vem pela Rua dos Tintureiros. A moto segue e o motorista do veículo parece perceber o que aconteceu, espera um pouco, chega a tentar dar ré para sair daquela direção, mas um outro automóvel o atrapalha e ele segue na rota original.

 

Fonte: O Dia

Polícia prende homem de confiança do chefe do tráfico do Muquiço

Leonardo Correia da Silva, o Menorzão, é braço direito de Bruno da Silva Loureiro, o Coronel

 

Leonardo Correia da Silva foi preso por agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis

Leonardo Correia da Silva foi preso por agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis – Divulgação / Polícia Civil

 

Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) prenderam, nesta quarta-feira, Leonardo Correia da Silva, conhecido como Menorzão. O traficante é apontado como o braço direito do chefe do tráfico de drogas da Favela do Muquiço, em Guadalupe, Bruno da Silva Loureiro, o Coronel. Menorzão foi localizado no bairro da Zona Norte do Rio e não resistiu à prisão.

De acordo com a Polícia Civil, a prisão do criminoso foi feita após investigações de roubo de carros nas proximidades da comunidade. Contra ele havia um mandado de prisão em aberto.

Ainda segundo a polícia, a Favela do Muquiço é dominada por traficantes da facção Terceiro Comando Puro (TCP).

 

Fonte: O Dia

PM morto em curso de operações especiais teve desidratação e hipotermia

Carlos Nibbering
Carlos Nibbering

O cabo Carlos Henrique de Paula Nibbering, de 29 anos, morreu por desidratação e hipotermia, decorrente de desgaste físico, segundo o atestado de óbito emitido por médicos do Hospital municipal São Francisco Xavier, em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio. O PM morreu após passar mal durante um exercício de instrução do Curso de Operações Especiais (Coesp), realizado dentro de uma mata, na área rural do município na noite desta terça-feira.

A Corregedoria da PM apura as circunstâncias da morte. Segundo policiais ouvidos pelo EXTRA, não foi feito registro de ocorrência do caso numa delegacia e o corpo não foi encaminhado para a necrópsia no Instituto Médico-Legal (IML).

De acordo com a PM, o cabo sofreu um mal súbito durante a última etapa do treinamento, que acabaria nesta quarta-feira. Havia um oficial médico da corporação no local da instrução. Logo que se sentiu mal, o soldado foi entubado e posteriormente levado ao hospital, onde teve uma parada cardíaca e não resistiu. A corporação e o Batalhão de Operações Especiais (Bope) lamentaram a morte.

O cabo estava na PM há sete anos, sendo os últimos três no Bope, tinha 29 anos e deixa esposa e um filho de 1 ano. Antes de ser PM, Nibbering havia servido no Exército. O corpo do policial será sepultado nesta quinta-feira, em Queimados, na Baixada Fluminense, onde morava com a família.

Em redes sociais, amigos do cabo Nibbering também lamentaram a morte: “Lá se vão 24 anos de amizade. Obrigado por ter sido meu amigo desde a época da escola, passando para o Exército e depois nosso grande sonho de ser policial. Foi um privilégio de ter chamar de meu amigo. Vou sentir a sua falta, meu irmão, dos seus conselhos e da sua presença em minha vida!! Vou te amar eternamente”.

Nibbering é o segundo policial militar que morre durante treinamento só este ano. Em junho, o sargento Flávio Henrique da Silva, de 42 anos, morreu durante treinamento do curso para o Comando de Policiamento Ambiental (CPAm), na represa de Ribeirão das Lajes, no Sul Fluminense.

 

Fonte: Extra

Polícia investiga assassinato de jovem grávida de dois meses em Campos

Polícia apura morte de jovem
Polícia apura morte de jovem Foto: Reprodução/Facebook

 

A Polícia Civil investiga o assassinato de uma mulher grávida de dois meses em Campos dos Goytacazes, no Norte do estado. De acordo com parentes, Josimara de Souza Prado, de 23 anos, foi morta a tiros na frente de seus dois filhos, um garotinho de sete anos e outro de três. O crime aconteceu no fim da noite da última segunda-feira, no Morro da Parabólica, no distrito Conselheiro Josino.. O caso é investigado pelos agentes da 146ª DP (Guarus).

Ainda não há informações sobre suspeitos de terem efetuado os disparos contra Josimara. A Polícia Civil informou que “as investigações estão em andamento para apurar todos os fatos”. Nesta quarta-feira, policiais ainda buscavam informações na tentativa de identificar a “autoria do crime”.

Parentes tomaram um susto quando souberam do que tinha ocorrido com a jovem. Os dois filhos dela, que teriam presenciado a cena, estão sob os cuidados da avó. Josimara é descrita por familiares como uma pessoa “amável” e uma “mãe dedicada”.

— Era uma mulher que defendia todos que amava. Não deixava faltar nada para os seus filhos, apaixonada pela família. A melhor pessoa que eu conheci até hoje. É um vazio que nada consegue preencher — disse uma parente da vítima, que pediu para não ser identificada. — Tinha um jeitinho tão lindo de ver as coisas. Chamava todos de “bixão”.

Ainda conforme informou a Polícia Civil, após a constatação da morte, o corpo foi encaminhado para o IML da região. Antes disso, os agentes realizaram a perícia no local do crime.

 

Fonte: Extra

Lutador de MMA é acusado de agredir duas pessoas na Praia de Botafogo

Lutador foi encaminhado para o CER do Leblon
Lutador foi encaminhado para o CER do Leblon Foto: Diego Brum

Um lutador de MMA dos Estados Unidos é acusado de agredir duas pessoas em um edifício na Praia de Botafogo, Zona Sul do Rio. O caso ocorreu por volta das 19h desta quarta-feira.

Policiais do 2º BPM (Botafogo) foram acionados e ajudaram a conter o estrangeiro, que foi levado pelo Corpo de Bombeiros para a Coordenação de Emergência Regional (CER), no bairro do Leblon, também na Zona Sul. De acordo com a polícia, as vítimas estiveram na 10ª DP (Botafogo), onde registraram o caso. Ainda não há informações sobre a identificação do lutador e as circunstâncias do ocorrido.

Por meio do twitter, a PM informou que o lutador apresentava um comportamento agressivo durante a abordagem dos militares.

Ver imagem no Twitter

Segundo funcionários do CER, o americano já foi liberado e saiu da unidade hospitalar sozinho, sem custódia da polícia.

Fonte: Extra

Major da PM foi executado por assassino profissional, diz polícia

A Polícia Civil acredita que o responsável pela execução do major Alan de Luna Freire, de 40 anos, seja um assassino profissional. O oficial da PM foi morto a tiros em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, na última terça-feira. O carro do policial foi atingido por, pelo menos, 20 disparos de fuzil AK-47, calibre 762. Os tiros foram dados agrupados, todos na altura da maçaneta da porta do motorista.

— Quem matou o major é profissional. Um matador que sabia bem o que estava fazendo. A tática que ele usou é algo que só quem é treinado sabe fazer. A intenção ao dar todo os tiros na altura da porta, de cima para baixo, foi evitar que a vítima se abaixasse e não fosse atingida — explica o delegado Fábio Salvadoretti, da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), responsável pelas investigações.

Luna, que foi enterrado nesta quarta-feira no cemitério Jardim da Saudade, em Mesquita, era lotado no serviço reservado do 17º BPM (Ilha do Governador).

— Ele era extremamente combativo. Atuava contra o tráfico, milícia, contravenção e já combateu a corrupção policial. Tudo será apurado — afirma Salvadoretti, acrescentando que ainda não possui uma linha de investigação principal.

PM foi enterrado na tarde desta quarta-feira
PM foi enterrado na tarde desta quarta-feira Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

Uma das hipóteses apuradas pela DHBF, no entanto, é a de que o traficante Fernando Gomes de Freitas, o Fernandinho Guarabu, de 39 anos, chefe do tráfico em favelas na Ilha do Governador, esteja envolvido na morte do major. A delegacia vai apurar a informação de que o oficial estaria recebendo ameaças de morte do criminoso. Amigos e parentes do oficial devem começar a ser ouvidos nesta quinta-feira.

A morte de Luna Freire aconteceu por volta das 8h30, na Avenida Pensilvânia, que dá acesso a um viaduto que cruza a Rodovia Presidente Dutra. O carro do major estava parado em um engarrafamento quando um Voyage cortou vários veículos pela contramão e emparelhou ao lado do automóvel do oficial.

Um dos três ocupantes do Voyage disparou, então, um primeiro tiro de fuzil, que acertou a vítima. O bandido, descrito por testemunhas como um homem moreno de capuz, desembarcou e, já encostado ao lado do Toyota de Luna, fez uma uma série de disparos. Em seguida, os bandidos fugiram retornando pelo mesmo caminho de onde vieram.

 

 

Fonte: Extra