Homem procurado é preso tomando café na padaria durante megaoperação no Rio

Homens das Forças Armadas na segunda fase da operação de segurança no Rio
Homens das Forças Armadas na segunda fase da operação de segurança no Rio Foto: Gabriel de Paiva

As forças de segurança que estão nas ruas desde o início da madrugada deste sábado tentam cumprir 40 mandados de prisão e 15 de busca e apreensão de pessoas envolvidas em tráfico de drogas, armas e acusados de roubos de carga. Quatro procurados já foram presos. Um deles, Fernando Almeida de Oliveira, estava tomando café numa padaria no Complexo do Lins, na Zona Norte, quando foi preso.

Até as 8h30m, uma pessoa havia morrido. Jefferson Abilio da Silva Cavalcante, de 19 anos, foi baleado, por volta das 6h30m, no Morro São João, no Engenho Novo. Atingido no braço direito e no tórax, ele foi levado para o Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo o comando de operações, não há mandados coletivos, todos têm alvos específicos. São procurados ainda traficantes apontados como chefes do tráfico de drogas no complexo de favelas do Lins e no Morro de São João.

A segunda fase da operação, batizada de Onerat, começou por volta das 4h30m deste sábado. A Secretaria de Segurança informou, em nota, que policiais civis e militares estão vasculhando vários pontos nos complexos do Lins e Camarista Méier, na Zona Norte; no Morro São João, no Engenho Novo, também na Zona Norte; e no Morro da Covanca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste.

Os policiais contam com apoio de 3.600 homens das Forças Armadas. Há também agentes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Força Nacional de Segurança Pública.

As Forças Armadas estão responsáveis pelo cerco em algumas dessas regiões e baseadas em pontos estratégicos. Algumas ruas estão interditadas e os espaços aéreos estão controlados para aeronaves civis nas áreas sobrepostas aos setores de atuação das Forças Armadas. Não há interferência nas operações dos aeroportos.

No Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Nova, representantes de todas as instituições envolvidas na operação estão acompanhando e orientando, em tempo integral, os desdobramentos, desde às 3h30min, no Centro Integrado de Operações Coordenadas (CIOC), no terceiro andar.

 

Fonte: Extra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s