Portal dobra a recompensa por chefe do tráfico do Complexo da Serrinha

Quem der a informação que leve, efetivamente, à prisão de Walace Brito Trindade, o Lacosta, receberá R$ 10 mil. Guerra que terminou com a morte de menino é atribuída a ele

Aumenta a recompensa por informações que levem ao paradeiro do traficante Walace de Brito Trindade, o Lacosta, chefe do tráfico de drogas do Complexo da Serrinha

Foto: Divulgação

O Portal dos Procurados aumentou nesta quarta-feira a recompensa oferecida pelo traficante Walace de Brito Trindade, o Lacosta, apontador como chefe do tráfico de drogas do Complexo da Serrinha, em Madureira, na Zona Note da cidade. Quem der a informação que leve, efetivamente, à prisão do criminoso, receberá uma recompensa de R$ 10 mil. Antes o valor oferecido era de R$ 5 mil. Conhecido também como Flamengo, WC e Salomão, ele comanda uma das quadrilhas mais perigosas do Rio.

O Complexo da Serrinha, que compreende as comunidades da Serrinha, Fazenda, Patolinha, São José e Dendezinho, ostenta a maior quantidade de armas e bocas de fumo da região. Segundo as informações seriam centenas de fuzis e pontos de drogas, que rendem mensalmente, mais de R$ 700 mil para a única facção criminosa, Terceiro Comando Puro (TCP), que domina as cinco favelas do complexo. Os traficantes são arregimentados na própria comunidade.

Ultimamente, Lacosta vem tentando tomar a todo custo, os pontos de drogas do Morro do Cajueiro, que fica na mesma região e que é dominada pela facção rival, o Comando Vermelho (CV). No último fim de semana, Domingo de Páscoa, Lacosta ordenou que os traficantes da Serrinha, invadissem o Morro do Cajueiro e, de acordo com informações, eles entraram atirando na comunidade, por volta das 16h, numa nova tentativa de invasão. Neste dia não havia nenhuma operação por parte da polícia na região de Madureira e adjacências.

No momento da invasão, por traficantes da Serrinha, o pequeno Ryan Gabriel Pereira dos Santos, de apenas 4 anos, que brincava com o avô na calçada, foi atingido por uma bala. Ele deu entrada em estado grave, segundo a Secretaria de Estado de Saúde, no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, Zona Norte, e após passar por uma cirurgia, não resistiu ao ferimento e morreu. Segundo informações bala entrou nas costas e saiu no peito da criança.

Contra Lacosta, que teria ordenando a invasão, constam dois mandados de prisão, expedidos pelas 1ª Vara Criminal da Capital, pelo crime de homicídio, e pela 2ª Vara Criminal da Capital, pelo crime de associação para o tráfico de drogas. Ele fugiu do sistema penitenciário em setembro de 2007, quando saiu no regime semiaberto, do Instituto Penal Plácido Sá de Carvalho, condenado a pena de sete anos pelo crime de tráfico de drogas.

Quem tiver informações sobre a localização de Walace de Brito Trindade, deve denunciar, enviando uma mensagem de texto, vídeo ou fotos para o WhatsApp do Portal dos Procurados (96802-1650), ou telefonando para o Disque-Denúncia através dos números 2253-1177 ou 0300-253-1177, este último para quem estiver fora da capital. O anonimato é garantido.

 

Fonte: O Dia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s