Governador recebe jovens de comunidades para conversa sobre projetos sociais

O grupo representou 23 comunidades da capital e da Região Metropolitana

Imagens

O governador Pezão pediu para que os jovens apresentem propostas concretas para possíveis parcerias com o Estado / Marcelo Horn

O governador Luiz Fernando Pezão recebeu na terça-feira, 28 de abril, uma carta assinada por um grupo de jovens de 23 comunidades da capital e Região Metropolitana. O documento reivindica atuação integrada com o Governo do Estado.

Durante a reunião, realizada no Palácio da Guanabara, o governador garantiu que o diálogo está aberto de forma permanente com os jovens que atuam em projetos sociais e culturais nas comunidades.

“Quero fazer dessa prática algo permanente. Diálogo sempre. Não tenho o direito de errar principalmente com os jovens. Se a gente não fizer um pacto pela vida, não vamos avançar”, afirmou.

Jovens ficaram otimistas com as propostas a serem desenvolvidas
Jovens ficaram otimistas com as propostas a serem desenvolvidas

A ampliação do programa Favela Criativa, o fortalecimento e implementação de Centros de Referência da Juventude, e dos Centros de Vocação Tecnológica (CVTs) estão entre os pedidos listados no documento entregue ao governador. “Sem educação não há salvação”, destacou o governador, marcando para o próximo dia 28, a segunda reunião com o grupo. Pezão pediu para que os jovens apresentem propostas concretas para possíveis parcerias com o Estado.

A reunião contou com a participação dos secretários de Segurança, José Mariano Beltrame; de Esporte, Lazer e Juventude, Marco Antônio Cabral; de Educação, Antônio Neto; da Cultura, Eva Rosental; e o relações-públicas das UPPs, major Marcelo Corbage.

Entre os jovens, estavam presentes Binho Cultura, representante da Vila Aliança; Rene Silva, do Complexo do Alemão; e Raul Santiago, do Coletivo Papo Reto, também do Complexo do Alemão.

“A reunião foi muito boa. Saímos do encontro com a data da próxima reunião marcada. Sinal de que as coisas estão mudando para melhor”, comemorou Raul Santiago.

Entusiasta do encontro e responsável por reunir os jovens, Marco Antônio Cabral acredita que o formato do encontro pode auxiliar o Estado no avanço e aperfeiçoamento de políticas públicas.

“É sempre muito bom ver jovens engajados com o futuro. Desejamos promover cada vez mais encontros como esse, para que, juntos, possamos construir novos caminhos para políticas públicas”, afirmou Marco Antônio Cabral.

Fonte: PMERJ

Ouvidoria Paz com Voz já atendeu mais de 900 cidadãos

Lançado há um ano, serviço percorre comunidades pacificadas

Imagens

O serviço de ouvidoria completa 1 ano com mais de 900 registros de atendimento / Agnaldo Santana

​Lançada pela Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), em maio do ano passado, o serviço de Ouvidoria Paz com Voz completa 1 ano, nesta sexta-feira (1/5), com mais de 900 registros de atendimento. O número, que leva em consideração o período de 1/5 de 2014 a 29/4 de 2015, reúne atendimentos feitos por meio do site da ouvidoria, e-mail, carta, telefone, de modo presencial, na unidade móvel, que visitou todas as localidades pacificadas, e na sede da coordenadoria, em Bonsucesso, na Zona Norte.

Dos 913 atendimentos – a maioria anônima e presencial – foram registradas 749 denúncias, 100 elogios e 64 sugestões. A maior parte das denúncias relatou a presença de tráfico de drogas, crime organizado, perturbação do sossego e outras irregularidades.

Todos os registros são atendidos. Em resposta às ocorrências de perturbação do sossego, foi possível transferir eventos, enviar casos ao trabalho de mediação de conflitos, desenvolvido por policiais militares, em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, distribuir de maneira mais eficaz o efetivo para policiamento e orientar comerciantes quanto à ‘Lei da Perturbação do Sossego’ (artigo 42 da Lei nº 3.688). A partir das denúncias de tráfico de drogas, policiais das UPPs efetuaram prisões e apreensões de drogas.

Major Bianca Machado
Major Bianca Machado “O atendimento presencial é cada vez mais crescente”

De acordo com a chefe da Ouvidoria, major Bianca Carvalho, um projeto está em análise para implementação de ouvidorias fixas em todas as 38 UPPs.Por sugestão de moradores, há um mês, a Ouvidoria está presente no Complexo do Alemão.

“O atendimento presencial, cada vez mais crescente, mostra que os moradores confiam no Estado e na polícia. O trabalho da Ouvidoria também tem colaborado com o Setor de Inteligência das UPPs e com o Disque-Denúncia, à medida que fornece dados e informações importantes ao trabalho dos agentes”, afirmou a major.

Ouvidores capacitados

A Ouvidoria conta com cerca de 10 profissionais, todos capacitados pela Associação Brasileira de Ouvidores, em parceria com uma empresa privada de treinamento. A escolha dos profissionais foi feita por meio de avaliação curricular, levando-se em conta a formação em Direito, Psicologia e Serviço Social. O serviço recebe demandas pelo telefone (21) 2334-7599, por meio do site http://ouvidoriaupp.com.br/ ou na Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), situada na Avenida Itaoca, nº 1.618, em Bonsucesso.

Fonte: PMERJ

UPP Providência completa cinco anos com festa para a comunidade

A festa teve atrativos para o público infantil com atividades recreativas

Imagens

O aniversário da UPP Providência foi o momento dos policiais reconhecerem o apoio de seus parceiros / Bruno Moreira

O quinto aniversário da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Providência, na Zona Portuária, foi celebrado com uma festa na Rua Ebroino Uruguai dedicada aos moradores da comunidade. A ação social ocorreu na tarde de quinta-feira, 30 de abril, com atividades voltadas para adultos e crianças. A comemoração também teve a participação do Consulado dos Estados Unidos no Rio de Janeiro.

O cônsul geral interino dos EUA, Michael Yoder, conheceu as instalações da UPP, acompanhado da chefe da seção de política e economia do Consulado Geral dos EUA no Rio de Janeiro, Amy Radetsky, e da vice-cônsul chinesa e da mesma área, Nhu B. Vu.

Policiais-músicos animaram a festa dos cinco anos da UPP
Policiais-músicos animaram a festa dos cinco anos da UPP

O trio foi homenageado pelo apoio que tem dado à comunidade da Providência. A representação diplomática americana intermediou a vinda dos arte-educadores do Green Star Movement que fizeram um mosaico na entrada do morro junto aos jovens moradores. E também proporcionaram o trabalho do Ibeu, que vai dar aulas gratuitas de inglês para crianças da comunidade.

O aniversário da UPP Providência foi o momento dos policiais reconhecerem o apoio de seus parceiros. Os empresários Luís Carlos Pereira Cantelmo e Valéria dos Anjos Pessanha, da Viação São Silvestre, receberam placas como forma de agradecimento pelo transporte que sempre oferecem gratuitamente para a UPP realizar passeios e levar jovens para competições esportivas. A secretária de Estado da Cultura, Eva Doris Rosental, também foi homenageada por meio do seu representante, Tiago Angel.

A festa teve atrativos para o público infantil, com atividades recreativas. A dona de casa Sara Braga, de 33 anos, trouxe o filho para brincar. “As festas da UPP são ótimas porque trazem diversão que a gente não pode dar e que o morro não tem condições de oferecer”, disse. Ela aguarda o crescimento do pequeno Arthur, de 1 ano, para colocá-lo nos projetos sociais oferecidos por policiais.

Arthur pulou na cama elástica e brincou no escorregador. Mas além dos brinquedos, a festa teve um bolo de aniversário que também chamou a atenção das crianças. O bolo foi feito pelas policiais das equipes de proximidade e mediação de conflitos da UPP Providência em uma oficina de três dias realizada pela Masan.

Festa teve bolo de aniversário que chamou a atenção das crianças
Festa teve bolo de aniversário e chamou a atenção das crianças

A integração entre polícia e comunidade é o que mais deve ser comemorado, de acordo com o comandante da UPP Providência, capitão Roberto Valente. “De todas as áreas pacificadas, considero a nossa como a que mais recebe apoio da população. Temos um trabalho de prevenção forte, com 16 projetos sociais, e sem esquecer o aspecto operacional”, afirmou.

O capitão destacou que a economia da Providência tem desenvolvido e que o “pontapé inicial desse processo foi a instalação da UPP”. Sem a presença constante do policiamento de proximidade, explicou o comandante, não teriam chegado as obras e benefícios. Ele pontua alguns, como o teleférico, o Porto Maravilha e o VLT, que empregam os moradores da comunidade. “O comércio também mostra seu crescimento com o Sabores do Porto e o Bar do Omar sendo destaque no Comida de Boteco”, completou.

A festa foi realizada com apoio de empresários locais, do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e da Clínica da Família e do Sesc.

Fonte: O Dia

Ex-prefeito de Macuco é morto a tiros na porta de casa

Rogério Bianchini foi morto em situação semelhante a de seu predecessor, Maurício Bittencourt

Na manhã desta quinta-feira, quando saía para uma caminhada, o ex-prefeito de Macuco, Rogério Bianchini, de 53 anos, foi morto com pelo menos cinco tiros na porta da sua casa, no bairro Maravilha. Segundo a PM, os disparos foram realizados contra o ex-prefeito de dentro de um veículo Honda Civic da cor prata, que fugiu logo após pela RJ-116, nosentido Nova Friburgo.

Uma ambulância chegou ao local para tentar socorrer a vítima, mas não resistiu e morreu a caminho do hospital da cidade. Rogério era filiado ao partido PMDB e foi prefeito de Macuco até o ano de 2013. Ele foi o chefe da administração pública do município por dois mandatos consecutivos.

Anteriormente, Bianchini também foi vice-prefeito nos dois mandatos de seu predecessor, Maurício Bittencourt, que foi também foi assassinado numa situação parecida, em setembro de 2006. O caso foi registrado e está sendo investigado pela 154ª DP (Cordeiro).

Fonte: O Dia

Polícia prende professor de música acusado de estupro

Policiais da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, prenderam um professor de música acusado de estupro de um menor de idade. Bruno Ozorio Alves Pereira, 31 anos, foi capturado nesta quinta-feira.

De acordo com a polícia, Bruno abusou sexualmente de uma criança de seis anos durante uma aula. Ele seria professor de flauta em uma escola em Vila Valqueire, na Zona Norte do Rio. Bruno foi encontrado em Copacabana. A polícia também investiga seu envolvimento em outros casos de abuso.

Contra ele há um mandado de prisão pelo crime de estupro de vulnerável.

Fonte: Extra

Polícia prende dez acusados de traficar na região da Lapa; veja o vídeo com a venda de drogas

Uma ação conjunta da 5ª DP (Mem de Sá) e da Operação Lapa Presente prendeu, na manhã desta quinta-feira, dez acusados de traficar drogas na Lapa, região boêmia e ponto turístico situado no Centro do Rio. O grupo atuava em uma vila na Rua do Lavradio, número 122, atualmente ocupada irregularmente por mais de cem pessoas. A Operação Arcos também resultou na apreensão de cinco adolescentes e de grande quantidade de maconha, crack, cocaína e “cheirinho da loló”.

Venda de drogas ocorria até mesmo ao lado de crianças
Venda de drogas ocorria até mesmo ao lado de crianças Foto: Reprodução

Segundo a Polícia Civil, o entorpecente comercializado no local vinha do Morro da Providência, também no Centro, e era trazido pelos suspeitos em mochilas. O material era escondido em diversos pontos do casarão, como dentro de buracos nas paredes e até no meio de fraldas infantis. Um vídeo gravado pelos agentes mostra que a venda acontecia diante de várias crianças pequenas.

— Vários dos presos negaram que façam parte do tráfico, mas as imagens são claras. Vale frisar que a Lapa transformou-se numa área muito procurada não só pelo turismo cultural, mas também por conta do atrativo das drogas — afirmou o delegado Marcos Oliveira, titular da 5ª DP.

A polícia apreendeu até mesmo uma fralda, que era usada para esconder as drogas
A polícia apreendeu até mesmo uma fralda, que era usada para esconder as drogas Foto: Urbano Erbiste

A vila foi erguida em 1893 e é protegida pelo patrimônio municipal. No passado, o endereço foi palco de locações de novela e editoriais de moda. A entrada fica em frente ao CIEP José Pedro Varela, o que, devido a proximidade com escolas, pode agravar a pena dos envolvidos. Além disso, a “boca de fumo” estava no meio do caminho entre a Chefia da Polícia Civil (menos de 200 metros) e o Quartel General da Polícia Militar (pouco mais de 400 metros).

— O tráfico ali, até pela localização, era uma afronta ao poder público. Esse endereço sempre foi um grande desafio para a polícia. Houve várias operações, mas os suspeitos fugiam por rotas de fuga, aproveitando a arquitetura da vila — explicou Marcelo Carregosa, delegado-assistente da 5ª DP, antes de acrescentar: — Chama a atenção o fato de que era possível ver desde moradores de rua até executivos de terno comprando drogas nesse local.

O material apreendido pelos policiais
O material apreendido pelos policiais Foto: Urbano Erbiste

Para viabilizar as prisões, foi necessário mapear o local, identificando as possíveis rotas de fuga. Ao todo, foram dois meses de investigações. Na manhã desta quinta, entre policiais civis e militares, 30 agentes participaram da operação, além de cães da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). Toda a ação foi acompanhada por um advogado da Comissão de Segurança Pública da OAB-RJ.

— Foi um trabalho de extrema importância não só para garantir a segurança dos moradores do bairro, mas também dos frequentadores e turistas — disse o capitão Leonardo Laureano de Oliveira, coordenador da Operação Lapa Presente, que é vinculada à Secretaria de Estado de Governo.

A entrada da vila onde ocorria a venda de drogas
A entrada da vila onde ocorria a venda de drogas Foto: Reprodução / Google Street View

Veja abaixo a lista de presos:

– Adriele Gomes do Nascimento, 23 anos

– Ariene Fabiana de Jesus Gonçalves, de 20

– Cassiano da Silva Nascimento, de 19

– Ellen Cristina Borges Moreti, de 21

– Felipe Rodney da Silva, de 23 (preso em flagrante)

– Joelma de Abreu da Silva, de 20

– John Kennedy Borges Moura, de 18

– Luciana Ribeiro da Silva, de 18

– Moisés de Oliveira Silva, de 23

– Rafael Marcelino Godoy, de 24

Os dez presos durante a operação
Os dez pres

Fonte: Extra

Batalhão Especial Prisional será desativado na próxima semana

Presos serão transferidos para penitenciária em Niterói, que será destinada aos detentos da área de segurança pública

O Batalhão Especial Prisional (BEP), em Benfica, na Zona Norte, será desativado na próxima semana, segundo informações da assessoria da Polícia Militar. A medida ficou acertada após um acordo entre o secretário estadual de Administração Penitenciária, coronel Erir Ribeiro Costa Filho e o comandante da PM, coronel Alberto Pinheiro Neto.

Com essa decisão, os 231 presos serão transferidos para a Penitenciária Vieira Ferreira Neto, em Niterói, que será destinada aos detentos da área de segurança pública, como PMs, agentes penitenciários, policiais civis, federais e rodoviários federais.

Fonte: O Dia