Mais de 25 mandados de prisão já foram cumpridos na Operação Conexão Coroados

A Operação Conexão Coroados prendeu 22 pessoas até o início da tarde desta quinta-feira. A ação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), da Coordenadoria de Inteligência da PMERJ (CI/PMERJ), com apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro tem como objetivo cumprir mandados de prisão preventiva contra 44 pessoas acusadas dos crimes de associação para o tráfico e tráfico de drogas no Sul Fluminense e em Acari, na Zona Norte do Rio. Também estão sendo cumpridos 54 mandados de busca e apreensão.

Dos 22 presos, 18 foram em decorrência da denúncia do MP que originou a operação. Um deles é um policial militar do 10° BPM (Barra do Piraí), que atuava em Valença, Vinícius Taurian Gasiglia Palmeira. Os outros quatro presos são Gibson de Sousa Francisco e Alan Carvalho de Andrade, detidos em flagrante, além de Rafael da Silva Salveiro e Marcelo de Souza, que já estavam foragidos da Justiça.

Batalhão de Operações Policiais Especiais Operação Conexão Coroados, na favela do Acari, na Zona Norte do Rio

Foto:  Fabio Gonçalves / Agência O Dia

Com as prisões realizadas nesta quinta-feira e outras 15 pessoas que já estavam na cadeia, foram cumpridos 33 do total de 44 mandados de prisão expedidos. Também foi apreendido um revólver calibre 32, munição dos calibres 38, 556 e de ponto 30, além de 16 sacolés de cocaína e dinheiro.

De acordo com as investigações realizadas pelo GAECO e pela CI/PMERJ, com apoio da CSI/MPRJ, os criminosos fazem parte do braço da facção criminosa Terceiro Comando Puro-TCP, designado para atuar na Região Sul do Estado do Rio, em especial no município de Valença.

Por conta da suspeita de parceria entre o TCP e a facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC), foi deferida pela Justiça a realização de interceptação telefônica, o que acabou por identificar os criminosos e a maneira como atuam nos bairros de Hildebrando Lopes (Dudu Lopes), Fátima, Monte D’ouro e adjacências, em Valença. Durante o monitoramento das atividades delituosas houve a apreensão de cocaína, maconha e outros entorpecentes, bem como a prisão em flagrante de membros da associação criminosa.

Os denunciados Paulo Vinicius Soares da Conceição, vulgo “Caveirinha”; Julianderson Costa Theodoro, vulgo “JL”; Fadel Damião Belizário de Souza, vulgo “FD”; Evandro da Silva e Souza, vulgo “Vandinho”; Valmir Soares Machado, vulgo “Valmir”; Renato Brito Dutra, vulgo “Renatinho Coelho”, e Erick Lacerda de Carvalho, vulgo “Pirulito”, foram apontados como líderes do esquema, responsáveis por estabelecer ligação com outros traficantes de comunidades também dominadas pelo TCP.

As escutas indicaram vários “frentes” ou líderes de determinados bairros, que recrutavam pessoas para vir ao Rio de Janeiro, especificamente na comunidade de Acari, a fim de comprar drogas e revendê-las nos bairros de Valença, cabendo a cada um deles funções específicas.

Também foi decretada a prisão preventiva de um policial militar lotado no Batalhão de Valença por estar associado ao grupo criminoso.

A Operação contou com a participação de 620 policiais militares, 80 agentes da Coordenadoria de Segurança e Inteligência do MPRJ, além de policiais do Bope, Choque, do Batalhão de Cães (BAC) e duas aeronaves do GAM.

Fonte: O Dia

PRF e PM apreendem 30 quilos de maconha na Dutra, em Nova Iguaçu

Trinta quilos de maconha e 700 gramas de pasta base de cocaína foram apreendidos e duas pessoas foram presas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pela Polícia Militar, durante abordagem a um ônibus que fazia a linha Rio de Janeiro – São Paulo, na Rodovia Presidente Dutra (BR-116), em Nova Iguaçu, no final da tarde de quinta-feira.

Por volta das 17h, policiais rodoviários federais receberam uma informação de policiais militares do 10o BPMERJ (Barra do Piraí) de que duas pessoas estariam transportando drogas dentro do coletivo. A equipe da PRF conseguiu abordar o ônibus em Nova Iguaçu e encontrou no bagageiro duas malas contendo vários tabletes com os entorpecentes. Policiais militares chegaram logo em seguida no apoio da ocorrência.

Agentes da PRF recolheram 30 kg de maconha

Foto:  Divulgação

No total havia 30 quilos de maconha, divididos em 57 tabletes, e um tablete de 700 gramas de substância análoga à pasta base de cocaína. Um rapaz de 18 anos e uma mulher de 38 anos foram identificados como proprietários das malas. A suspeita ainda apresentou aos policiais rodoviários federais uma identidade falsa. A ocorrência foi encaminhada à 94ª DP (Barra do Piraí).

Fonte: O Dia

PM apreende jacaré usado por traficantes para tortura em Itaboraí

Policiais do serviço reservado (P2) do 35º BPM (Itaboraí) apreenderam, na tarde desta quinta-feira, um jacaré usado por traficantes em Itambi, distrito de Itaboraí, na Região Metropolitana. Segundo os PMs, uma denúncia anônima levou os policiais até dois adolescentes que vendiam drogas na região.

PMs apreendem jacaré utilizado por traficantes para assustar viciados

Foto:  Divulgação

Os menores apontaram uma casa em que o tráfico da região levava usuários de drogas que estavam devendo na boca de fumo da região. No local, as vítimas eram submetidas a torturas e ameaçadas de ser jogadas na piscina da residência, onde os bandidos colocaram um jacaré.  Os PMs apreenderam o animal, 50 cápsulas de cocaína e 100 munições de calibre 32. Os adolescentes foram encaminhados para a 71ª DP (Itaboraí), onde o caso foi registrado.

Fonte: O Dia

Polícia Federal apreende armas e munição na Via Lagos

Após operação policial que apreendeu uma pistola capaz de dar rajadas de fuzil no início da semana, traficantes de Cabo Frio estão encomendando armas semelhantes. A Delegacia de Patrimônio da Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira, no início da noite, na Via Lagos, Fernando de Matos Lima, de 24 anos. Ele transportava oito pistolas nove milímetros com kit rajada, do Rio para a cidade da Região dos Lagos.

Pistolas e drogas seguiam do Rio

Foto:  Divulgação

No Celta em que ele viajava, parado pela PF após denúncia anônima, também foram recolhidas 1 mil munições para pistola, 600 para fuzil 556, meio quilo de cocaína em tablete e cerca de R$ 80 mil. Na madrugada do domingo da eleição do segundo turno, após a PM apreender armamento, traficantes da região incendiaram dois ônibus em Cabo Frio e um em São Pedro da Aldeia. No primeiro município, o transporte de eleitores ficou prejudicado, pois os coletivos foram recolhidos e a situação só se normalizou dias depois.

Fonte: O Dia

Operação contra o tráfico prende dez homens

Os cinco dos presos durante a operação na Favela São José
Os cinco dos presos durante a operação na Favela São José Foto: POLÍCIA CIVIL/DIVULGAÇÃO

Numa operação que contou com 50 policiais de 15 delegacias, dez suspeitos de tráfico de drogas na Favela São José, em Paracambi, foram presos ontem. De acordo com o delegado titular da 51ª DP (Paracambi), Marcos Santana, foram cumpridos ainda 13 mandados de busca e apreensão. Os policiais encontraram 12 sacolés de cocaína e R$ 700 durante as buscas. As prisões aconteceram na comunidade e nos bairros de Lages e Paraíso.

Apontado como o chefe do tráfico de drogas na Favela São José, Jefferson dos Santos Silva Júnior, o Júnior Rato, foi preso à tarde, escondido na casa da namorada, na Rua Deputado Romeu Natal, no bairro de Lages.

Durane a operação Tairetá, os policiais civis também prenderam: Valdecir Rodrigues dos Santos, Whashington Bruno Genoveva Aprígio, Roni Gonçalves dos Santos, Róbson Luiz de Oliveira, Paulo Sérgio Figueiredo Avelino, Lucas Gonçalves dos Santos, Diego do Carmo e Ricardo Aprígio da Conceição. Os suspeitos foram levados para o presídio de Bangu 2, na Zona Oeste do Rio.

Fonte: Extra

Polícia prende traficante internacional de drogas

Traficante atuava na Ilha do Governador Foto: Divulgação

Policiais da 20ª DP (Vila Isabel) prenderam, nesta quinta-feira, Marcio Fernandes Araújo, de 52 anos. Segundo a polícia, ele é acusado por tráfico internacional de drogas. Marcio era procurado da Justiça de Minas Gerais há 17 anos. Após uma investigação de cinco meses, ele foi encontrado.

Marcio atuava na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio. Ele teve a prisão preventiva decretada pela Justiça em 1996. Depois foi condenado a oito anos de prisão em regime fechado por tráfico internacional de drogas. Marcio chegou a cumprir pena no Presídio de Ribeirão das Neves, de onde fugiu após cumprir menos de um ano da pena.

Procurado da Polícia Federal, Matuto, como era conhecido, continuava atuando no tráfico de drogas, mas de forma mais dissimulada.

Na época da sua prisão, ele e os demais integrantes do seu bando possuíam amplo volume de bens em seus nomes e nos de parentes. Entre os bens estavam galpões, casas, sítios, fazendas, veículos e dezenas de linhas telefônicas. O grupo também mantinha empresas de fachada, para dar suporte às atividades da quadrilha. Eles usavam documentos de identidade, CPFs e outros documentos falsos.

Fonte: Extra

Mulher é presa com 20 Kg de maconha

Uma mulher foi presa, nesta quinta-feira, com 20 kg de maconha. Kelly Santos da Costa estava na Rodovia Presidente Dutra quando foi encontrada por agentes da 56ª DP (Comendador Soares).

A delegacia recebeu informações de que uma pessoa havia embarcado em um ônibus, em São Paulo, com as drogas. Os agentes encontraram a mulher com tabletes de maconha guardados em duas bolsas. Ela foi autuada em flagrante por tráfico de drogas.

Fonte: Extra